Rede Metropolitana de Educação e Pesquisa da Região de Florianópolis

REDECOMEP é uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que tem como objetivo implementar redes de alta velocidade nas regiões metropolitanas do país. O modelo adotado baseiase na implantação de uma infraestrutura de fibras óptica voltada para as instituições de pesquisa e educação superior e na formação de consórcios entre as instituições participantes de forma a assegurar sua auto sustentação.

Na Região de Florianópolis esta iniciativa tem o nome de REMEP-FLN (Rede Metropolitana Comunitária de Educação e Pesquisa da Região de Florianópolis). Atualmente a rede conecta em taxa de multigigabit instituições nos municípios de Florianópolis, São José e Palhoça. A infraestrutura óptica é composta por cabos próprios e por parcerias locais.

O intuito da iniciativa REMEP-FLN, é prover acesso de alta qualidade para suas instituições usuárias. Com isto, busca-se envolver as instituições usuárias na gestão da mesma para melhor conseguir atender a necessidade de todos, com foco na melhoria contínua do provimento de serviço de conectividade, monitoramento e qualidade de rede.

Endereço para contato
Universidade Federal de Santa Catarina
Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação – SeTIC
Ponto de Presença da RNP em Santa Catarina - PoP-SC/RNP
Centro Tecnológico
Campus Universitário - Trindade - Florianópolis
Caixa Postal 476
CEP : 88040900
Atendimento ao Público
Atendimento Presencial:
Segunda-feira a Sexta-feira / 08:00hs as 12:00hs e 14:00hs as 18:00hs

Abertura de Chamados:

Telefone: (48) 3721-3000
E-mail: nocatpop-sc.rnp.br
Motivações

A iniciativa REMEP-FLN tem como principal motivação prover um serviço de alta qualidade para seus clientes. Como por essência a iniciativa REMEP-FLN é um consórcio de fibras ópticas, permite-se vislumbrar uma entrega de serviço inesgotável, dado que a fibra óptica em si tem capacidade virtualmente ilimitada (*), limitando-se a tecnologia dos equipamentos de rede atual.

Este alto nível de qualidade, permite que seus clientes provejam serviços de aplicações avançadas a seus usuários, podendo-se citar:

  • • Solução de backup / segurança distribuída;
  • • Telefonia IP / Tele presença / Telemedicina;
  • • Computação em nuvem;
  • • Transmissão de imagens em alta resolução;
  • • Operação remota de sistemas (telescópios, etc.); e
  • • Acesso a grandes bases de conhecimento e bibliotecas digitais.

(*) Máximo de 50Tbps dado capacidade teórica com base na tecnologia atual

Objetivos
  • • Melhorar a qualidade da infraestrutura de comunicação entre as Instituições de Educação e Pesquisa (IPEs);
  • • Promover o uso de aplicações avançadas;
  • • Permitir parcerias entre as Instituições de Ensino, através de projetos de extensão;
  • • Melhorar o acesso das Instituições Públicas de Educação (IPE) ao backbone nacional da RNP;
  • • Reduzir os custos com comunicação de dados e acesso à internet para as IPEs; e
  • • Aumentar o grau de integração do sistema nacional de educação, ciência e tecnologia.
Metas
  • • Apoiar a implantação de infraestrutura óptica no estado de Santa Catarina pelas instituições atendidas pelo Ponto de Presença do estado (PoP-SC);
  • • Auxiliar na formação de consórcios locais autossustentáveis para gestão e operação da infra-estrutura municipal/metropolitana; e
  • • Facilitar a interligação das redes de campus (intranets) nas áreas metropolitanas.
Planta da rede
Abrangência
  • Cidades conectadas: Florianópolis, São José, Palhoça
  • Instituições conectadas: 23
  • Pontos de Concentração: 43
  • Pontos de Acesso: 60
Infraestrutura Óptica
  • TOTAL: Campos Implantados: 73 [~106 km]
  • PRÓPRIA: Campos Implantados: 54 [~48 km]
  • PARCEIROS: Campos Implantados: 19 [~58 km]